Mundo

A tensa realidade de 4 territórios e povos amazônicos fotografados por Sebastião Salgado

Curso Código Milinário

[ad_1]

  • Camilla Costa – @_camillacosta
  • Da BBC News Brasil em Londres

Crédito, Sebastião Salgado | Taschen

Legenda da foto,

Livro e exposição têm cerca de 200 imagens de parques nacionais e povos amazônicos; na foto, a chuva intensa no Parque Nacional da Serra do Divisor, no Acre

Por trás das belas imagens em preto e branco de montanhas, rios e da floresta amazônica, dos retratos de 12 das 305 etnias indígenas que a habitam só no Brasil, estão histórias de garimpo ilegal, conflitos com madeireiros, garimpeiros e autoridades locais, mortes por falta de atendimento de saúde e perseguições.

A Amazônia fotografada por Sebastião Salgado em um projeto de sete anos transformado em livro (ed. Taschen) e exposição — que já passou por Londres, Roma e Paris e acaba de chegar a São Paulo e Rio de Janeiro — é uma região cujos problemas, assim como as belezas naturais, ainda são desconhecidos de muitos brasileiros.

“Estamos lutando para levar essa exposição para todos os lados. Os brasileiros têm que saber quem é a Amazônia e quem são esses índios, seus nomes. O brasileiro tem que começar a olhar, ver, refletir e tomar posição. Aquilo tudo ali é nosso. Então temos que tomar conta da casa”, disse à BBC News Brasil a arquiteta Lélia Wanick Salgado, curadora da exposição e parceira do fotógrafo.

Um igapó no arquipélago Anavilhanas, baixo Rio Negro, Amazonas, 2019

Sebastião Salgado | Taschen

Não queríamos mostrar a Amazônia queimada, destruída. Estamos mostrando a Amazônia viva e as populações que a gente tem que proteger.

Lélia Wanick Salgado

Para ajudar você a conectar as imagens às notícias, a BBC News Brasil mostra a realidade de quatro dos nove territórios indígenas (TIs) visitados por Salgado em suas expedições:

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo