Mundo

Finlândia abandona histórico de neutralidade e envia armas à Ucrânia

Curso Código Milinário

[ad_1]

A Filândia anunciou, nesta segunda-feira (28/2), sua decisão de fornecer armas para a Ucrânia, após a invasão por parte da Rússia. A decisão é considerada histórica, já que o país nórdico sempre se manteve uma posição de neutralidade em relação a conflitos.

A decisão foi anunciada pela primeira-ministra do país, Sanna Marin, em entrevista coletiva. “A Finlândia fornecerá assistência militar à Ucrânia. É uma decisão histórica para a Finlândia”, disse.

De acordo com as informações anunciadas pelo ministro da Defesa do país, Antti Kaikkonen, serão enviados 2.500 fuzis de assalto, 150.000 munições, 1.500 lançadores de granadas e 70.000 rações de campanha.

Kaikkonen informou que a mudança de posição da Finlândia foi influenciada e segue a linha da política anunciada pela Alemanha.

“A mudança da linha da Alemanha foi particularmente significativa”, admitiu Kaikkonen.

A Alemanha rompeu com sua doutrina, anunciando o fornecimento para a Ucrânia de 1.000 lançadores de foguetes antitanque, 500 mísseis terra-ar Stinger, nove lançadores de obuses, 14 veículos blindados e 10.000 toneladas de combustível.

Proteção

A Finlândia tem uma fronteira de mais de 1.300 quilômetros com a Rússia mas, tradicionamente, segue a política de não exportar armas para áreas de conflito.

No início da invasão da Ucrânia o país havia assumido do compromisso de enviar apenas materiais e estruturas de proteção para a Ucrância, como coletes à prova de balas, capacetes e de um hospital de campanha.

0

 



[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo