Mundo

Fóssil de mulher das cavernas indica ancestral do homem 1 milhão de anos mais velho do que se pensava

Curso Código Milinário

Crédito, Getty Images

Legenda da foto,

Reprodução do crânio pertencente a Mrs Ples, cujos restos fossilizados foram descobertos em uma caverna sul-africana em 1947

Restos fossilizados pertencentes a alguns dos ancestrais mais antigos da humanidade são muito mais velhos do que se acreditava, segundo um novo estudo.

Os fósseis — incluindo um pertencente à mulher das cavernas conhecida como Mrs. Ples — foram enterrados há milênios em cavernas sul-africanas conhecidas por aqueólogos como o Berço da Humanidade.

Métodos de teste modernos agora indicam que o grupo de humanos primitivos viveu entre 3,4 e 3,7 milhões de anos atrás.

Essa nova linha do tempo pode mudar a forma como se entende a evolução humana. Isso significa que existem mais maneiras possíveis pelas quais nossos ancestrais evoluíram até se tornarem os primeiros humanos.

Fonte Notícia: www.bbc.com

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo