Mundo

O coveiro que virou celebridade nas redes sociais

Curso Código Milinário

[ad_1]

  • Josué Seixas
  • De Maceió para a BBC News Brasil

Crédito, Arquivo pessoal

Legenda da foto,

Gleibson Roberto compartilha a rotina de coveiro em cemitério em Sergipe

Eram 2h da manhã e Gleibson Roberto, 36, começou a preparar um sepultamento. Ele se importava pouco em cumprir somente as 30 horas semanais do seu contrato de coveiro.

Na cidade de Santo Amaro, no interior de Sergipe, ele se tornou celebridade com o nome @coveiroemacao no YouTube, TikTok e Kwai. Gleibson colocou seu número de telefone numa placa na entrada do cemitério, o que chama carinhosamente de “Disk Coveiro”.

Essa história começa há dez anos, quando Gleibson prestou o concurso, ficou em terceiro lugar e foi chamado após um dos coveiros não ter “aguentado o tranco” da profissão.

Ele tinha medo de ver cadáveres e de tudo que aquele mundo poderia apresentar, mas precisava do trabalho. Hoje já está mais tranquilo e sabe que sua função é essencial na cidade de pouco mais de 12 mil habitantes, segundo o IBGE.

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo