Tecnologia

Winamp está vendendo skin original como NFT, e é por um bom motivo – Aplicativos e Software – Blog Cursos de Qualidade

Curso Código Milinário

[ad_1]

NFTs são um dos assuntos de tecnologia mais comentados dos últimos tempos, e até mesmo marcas de outras eras estão embarcando nessa onda. É o caso do Winamp, tocador de música que ficou famoso entre os anos 90 e 2000. A empresa por trás do app venderá NFTs de skin clássica de 1997 com um propósito bastante nobre: ajudar uma instituição sem fins lucrativos.

Winamp no PC (Imagem: Leo Burnett/Flickr)

O Winamp fará um dois leilões no mês de maio na plataforma OpenSea. Entre as peças, estão sua skin clássica e 20 obras de arte baseadas nela. O NFT da skin é único e estará disponível para ofertas entre 16 e 22 de maio.

No dia 23, a empresa venderá 20 obras feitas por artistas digitais com base na skin. Delas, 19 terão 100 cópias, e a restante terá 97.

Ao todo, são 1.997 — uma referência ao ano de lançamento do player. Cada uma terá preço de 0,08 ethereum, algo em torno de R$ 1,1 mil na cotação desta quinta-feira (17).

As obras ainda não foram escolhidas. Artistas podem mandar seus trabalhos até o dia 15 de abril. Os selecionados serão apresentados em 18 de maio.

Eles receberão 20% dos lucros da venda de cada imagem. Depois, caso o comprador revenda a peça, os autores ganham mais 10% de royalties a cada transação.

Os lucros restantes vão para a Winamp Foundation. Ela promete doá-los para a Music Fund, instituição belga sem fins lucrativos que trabalha com doação de instrumentos musicais e treinamento para consertá-los. A Music Fund atua em países em desenvolvimento e zonas de conflito.

Winamp fez sucesso há décadas e prepara relançamento

Se você não conhece ou não lembra, o Winamp foi um dos tocadores de música mais famosos entre os anos 90 e 2000.

Ele era uma alternativa ao Windows Media Player da Microsoft e trazia diferenciais interessantes, como plug-ins, suporte a mais formatos de arquivo e um acervo de música mais organizado.

A faixa tocada ao abrir o programa também virou um clássico.

Um dos recursos mais famosos, no entanto, eram as skins. Com elas, você conseguia deixar o player com a sua cara.

Havia opções mais convencionais, que só mudavam as cores do programa para combinar com o sistema, até as mais personalizadas, com temática de games, esportes ou anime, por exemplo.

Para visualizar melhor o que estamos falando, uma boa sugestão é passear um pouco pelo Winamp Skin Museum. O site reúne mais de 65 mil skins e permite baixá-las e usá-las, caso você ainda tenha o programa.

Skins para todos os gostos
Skins para todos os gostos (Imagem: Reprodução/Winamp Skin Museum)

O programa ainda está vivo e pertence à empresa Radionomy. Em novembro de 2021, a companhia abriu um cadastro para testar a nova versão do player, sem revelar quais eram as novidades.

Se você ainda tem muitas mp3 no computador, pode usar a versão clássica, que vem sendo mantida pela comunidade de usuários e desenvolvedores.

Com informações: The Verge.

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo