Tecnologia

Xiaomi ultrapassa Apple e se torna a 3ª maior fabricante de celulares no Brasil

Curso Código Milinário

[ad_1]

A Xiaomi se tornou a terceira maior fabricante de celulares no Brasil. Depois de um longo período sem mudanças, o ranking das principais empresas de celulares no Brasil apresentou uma movimentação bem interessante durante o mês de fevereiro. De acordo com a StatCounter, a Apple, empresa mais valiosa do mundo, surpreendentemente caiu da terceira para a quinta colocação no ranking brasileiro, sendo ultrapassada por Xiaomi e LG.

Xiaomi e LG ultrapassam Apple no mercado brasileiro

Segundo os dados coletados, a Xiaomi fechou o mês de fevereiro com uma fatia correspondente a 11,45% de todo o mercado de celulares no Brasil. Esse resultado é o maior já alcançado pela empresa até hoje, o que foi suficiente para se manter na terceira colocação do ranking, já que a Apple despencou consideravelmente.

Em janeiro, a Maçã detinha o percentual de 14,02%, mas esse resultado surpreendente caiu para 9,36%, e agora ocupa a quinta colocação do ranking. Para se ter uma ideia, durante o ano de 2021, o menor resultado alcançado pela Apple no Brasil foi em maio, quando a empresa fechou com uma fatia de 12,82%.

Além da Xiaomi, que agora ocupa a terceira colocação do ranking tupiniquim, a Apple também foi ultrapassada pela LG, empresa que já não investe no mercado de celulares há quase um ano, já que em abril do ano passado, anunciou o fechamento de suas fábricas em todo o mundo. A empresa saltou de 6,01% para 9,48% em fevereiro.

Motorola cresce e diminui diferença da Samsung

Além da Xiaomi, a Motorola é outra empresa que se destacou no market share de fevereiro no Brasil. A empresa já ocupa a segunda colocação há um bom tempo e como destacamos no último relatório, foi a empresa que mais cresceu no Brasil durante o primeiro mês de 2022.

Recentemente lançado no Brasil, o Motorola Edge 30 Pro é um dos melhores aparelhos de 2022 até o momento (Crédito: Oficina da Net)

Desta vez, a dona da linha Moto G saltou de 22,95% para 26,87% — o maior percentual já alcançado pela empresa em território brasileiro. Embora grande, o avanço não foi o suficiente para ultrapassar a Samsung, líder absoluta no Brasil, que fechou o mês de fevereiro com um total de 40,54% — resultado inferior ao de janeiro, quando detinha 41,98%.

Market share de celulares em fevereiro no Brasil

Com os resultados alcançados em fevereiro, o ranking das 10 principais fabricantes de celulares no Brasil ficou assim:

Empresa %
1 Samsung 40,54%
2 Motorola 26,87%
3 Xiaomi 11,45%
4 LG 9,48%
5 Apple 9,36%
6 ASUS 1,04%
7 Desconhecido 0,27%
8 Huawei 0,1%
9 Lenovo 0,1%
10 Alcatel 0,8%

Comparação com o mesmo período do ano passado

Não dá para falar sobre o mesmo período do ano passado e não destacar a ultrapassagem da Xiaomi e LG frente à Apple. Este é um feito inédito e histórico, já que por muitos meses, o ranking não sofreu qualquer alteração. Em fevereiro de 2020, por exemplo, a Apple se mantinha na terceira colocação com uma fatia de 13,66% — simplesmente o terceiro maior resultado da empresa nos últimos 12 meses.

A Xiaomi vinha logo atrás com 9,22%, enquanto a LG que já sofria com a crise no seu departamento de celulares, registrou um percentual de 6,59%. Veja abaixo o gráfico comparando os dois períodos:

Fonte: StatCounter

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo