Mundo

Eleições na França: Macron perde maioria no Legislativo com derrota ‘histórica’ e avanço da esquerda e direita radical

Curso Código Milinário

  • Daniela Fernandes
  • De Paris para a BBC News Brasil

Crédito, Reuters

Legenda da foto,

Coligação de Macron precisava de 289 cadeiras para garantir maioria

A coligação do presidente francês, Emmanuel Macron, não conseguiu manter maioria absoluta no Parlamento no segundo turno das eleições legislativas, disputadas neste domingo (19/6) em clima de suspense em razão dos resultados apertados da primeira votação, realizada no último dia 12.

Os resultados oficiais divulgados pelo Ministério do Interior indicam que a coligação centrista “Ensemble!” (“Juntos!”) de Macron obteve 245 cadeiras na Assembleia Nacional. Para obter a maioria absoluta, seria necessário conquistar 289 dos 577 assentos.

Apesar de sua coalizão ter sido a mais votada, Macron precisará, na avaliação de especialistas, buscar alianças e terá grandes dificuldades para governar devido ao forte avanço de forças de esquerda e sobretudo da direita radical de Marine Le Pen, que obteve um desempenho recorde nesta eleição legislativa.

Após a divulgação das primeiras projeções na noite de domingo (19/6), a primeira-ministra do país, Elisabeth Borne – que também era candidata e conseguiu se eleger – disse em pronunciamento na TV francesa que nunca havia visto uma Assembleia Nacional como a que se configura agora.

Fonte Notícia: www.bbc.com

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo