Por que Alexandre de Moraes virou a ‘bola da vez’ dos ataques de Bolsonaro

Publicidade

[ad_1]

  • Nathalia Passarinho – @npassarinho
  • Da BBC News Brasil em Londres

Crédito, Rosinei Coutinho/STF

Legenda da foto,

Alexandre de Moraes foi principal alvo de ataques e ofensas de Bolsonaro e apoiadores nas manifestações do 7 de Setembro

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi o principal alvo dos ataques de manifestantes e do presidente Jair Bolsonaro nos atos do dia 7 de Setembro. O presidente chegou a chamar o ministro de “canalha” e defender que ele fosse “enquadrado”.

“Qualquer decisão do senhor Alexandre de Moraes esse presidente não mais cumprirá. A paciência do nosso povo já se esgotou. Ele tem tempo ainda de pedir o seu boné e ir cuidar da sua vida”, disse Bolsonaro, diante de apoiadores em São Paulo, na tarde de terça (7).

Algumas horas antes, em Brasília, o presidente exigiu que o presidente do Supremo, Luiz Fux, interferisse na atuação de Moraes, o que seria inconstitucional. As ofensas a Moraes e ameaças ao STF eram acompanhadas por gritos de, “fora Alexandre de Moraes”, vindos dos manifestantes.

Publicidade

Para o professor de Direito Constitucional Rubens Glezer, da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o objetivo maior do presidente com os ataques ao ministro é enfraquecer o STF como instituição de controle. Desde que Bolsonaro tomou posse, o tribunal tem sido o principal freio aos avanços antidemocráticos do presidente.

[ad_2]

Source link

Publicidade