Mundo

Por que Putin acusa nacionalistas ucranianos de fascistas

Curso Código Milinário

[ad_1]

  • Luiz Antônio Araujo
  • De Porto Alegre para a BBC News Brasil

Crédito, Anatolii Stepanov/Anadolu Agency/Getty Images

A invasão da Ucrânia por tropas russas no dia 24 de fevereiro foi precedida por uma escalada no discurso agressivo do presidente Vladimir Putin em relação ao país vizinho.

Em suas manifestações, expressões como “desnazificação” e “defender pessoas que sofrem perseguição e genocídio” ganharam peso.

O tom belicoso evocou os momentos mais tensos da crise entre os dois países entre novembro de 2013 e abril de 2014.

Na época, Putin disse que a Ucrânia estava à mercê de “nazistas, nacionalistas e antissemitas”. O impacto das declarações de Putin nos últimos dias foi tão grande que o próprio presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, foi à TV para lembrar sua própria história como judeu que perdeu parentes no Holocausto.

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo