Todos ganham investindo nos mais velhos e no mercado sênior | Blog Longevidade: modo de usar

Publicidade

[ad_1]

No Brasil o ritmo é outro. O blog noticiou, em 2020, que seis negócios sociais voltados para a longevidade haviam sido selecionados para um programa de aceleração da Neo Acelera, pertencente à farmacêutica Neo Química. Em 2021, a Vitasay encabeçou ação semelhante. Levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) apontava que, no terceiro trimestre de 2020, havia 1.8 milhão de indivíduos acima dos 65 anos que eram donos de negócios. São os empreendedores que mais empregam no país mas, sem ações estruturadas, continuaremos a alimentar o preconceito contra a velhice e a cavar o fosso da desigualdade digital no Brasil. Para fechar com uma boa notícia: a Unidade de Inclusão Digital de Idosos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul está oferecendo um curso on-line grátis de empoderamento digital feminino na velhice. Ele acontece de 31 de março a 30 de junho e terá encontros semanais pelo Google Meet, sempre às quintas-feiras, das 10h às 11h. Para realizar o cadastro é preciso preencher o formulário neste link.

[ad_2]

Source link

Publicidade