Mundo

Ucrânia suspende exigência de visto para receber militares voluntários

Curso Código Milinário

[ad_1]

A Ucrânia abriu as fronteiras para militares voluntários. Para isso, o país parou de exigir vistos. O anúncio foi formalizado pelo presidente Volodymyr Zelensky.

No início da noite desta segunda-feira (28/2), em pronunciamento, o líder da Ucrânia defendeu que a medida serve “para quem estiver disposto a ajudar militarmente na guerra contra a Rússia“.

O decreto entra em vigor nessa terça-feira (1°/2) e permanecerá ativo enquanto o país estiver sob alerta de combate. Essa é uma tentativa de fortalecer o Exército ucraniano que tem ficado refém do avanço das tropas russas.

0

Em uma disputa de narrativas, os governos da Rússia e da Ucrânia travam uma batalha também fora das trincheiras de guerra. Os países têm discursos antagônicos sobre ataques a civis.

Na sessão extraordinária da Organização das Nações Unidades (ONU), nesta segunda-feira (28/2), os embaixadores russo e ucraniano trocaram acusações. A Ucrânia diz que a população civil está na mira das tropas russas, que nega veementemente.

Levantamento do governo ucraniano aponta que a Rússia disparou quase 200 artefatos contra cidades da Ucrânia, sendo 56 foguetes e 113 mísseis de cruzeiro.

Mapa regiões atacadas Ucrânia
Mapa ilustra os locais onde o país foi atacado

A Ucrânia vive o quinto dia de ataques. Kiev, capital e coração do poder, e Kharkiv, segunda maior cidade ucraniana, estão sob fortes bombardeios.

Imagens de satélite mostram que as forças terrestres russas estão indo em direção a Kiev. A estimativa é de que o comboio tem 27 quilômetros e é composto por centenas de tanques, blindados e outros veículos de guerra.

Segundo informações de agências internacionais de notícias, há centenas de veículos cercando a cidade. A rota seria a região do aeroporto de Hostomel, a pouco mais de 30 quilômetros do centro da capital ucraniana.

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo