Educação

Veja o que fazer para desbloquear o pagamento do programa

Curso Código Milinário

[ad_1]

A Caixa Econômica Federal liberou hoje (18), o pagamento de março para os beneficiários do Auxílio Brasil, que possuem Número de Identificação Social (NIS) final 1. O próximo pagamento será liberado no dia 21 de março para pessoas com NIS 2.

O Auxílio Brasil segue as datas de depósitos do Bolsa Família, que funcionam de acordo com o fim do Número de Inscrição Social (NIS). As transferências serão realizadas no período de 18 a 31 de março, sempre nos dias úteis.

Veja o que pode causar o bloqueio do Auxílio Brasil

De acordo com as regras, o principal motivo que leva ao bloqueio do pagamento do Auxílio Brasil é o cadastro desatualizado da família no (CadÚnico). A inscrição na base de dados do governo federal é fundamental para ter acesso ao novo programa, mas só ela não basta. Ainda é preciso que o Responsável Familiar (RF) mantenha os dados da família atualizados não extrapolando o prazo máximo de dois anos.

De acordo com orientações do Ministério da Cidadania, qualquer inconsistência nos dados informados no Cadastro Único pode levar ao bloqueio do Auxílio Brasil. Dessa forma, cada vez que houver alguma alteração como mudança de endereço, telefone de contato, modificação na renda da família, nascimento ou morte de algum membro é necessário que o responsável atualize as informações no Cadúnico.

Além da atualização das informações, outro fator que antes gerava o bloqueio do Bolsa Família era o descumprimento dos requisitos para continuar recebendo o benefício, como por exemplo a frequência escolar mínima ou manter a carteira de vacinação de crianças em dia. Para o Auxílio Brasil, o governo federal divulgou as novas condicionalidades – confira aqui.

O que fazer para desbloquear o Auxílio Brasil?

Se você se deparou com o Auxílio Brasil bloqueado saiba que há uma solução, por meio da atualização do Cadúnico Ela deve ser feita presencialmente pelo Responsável Familiar (membro da família que fez o cadastro) no setor responsável da prefeitura, mediante apresentação de documento CPF ou Título de Eleitor e pelo menos um documento de cada pessoa da família, de preferência CPF.

Caso não possua tal documento, poderá ser entregue Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento, RG, Carteira de Trabalho, Título de Eleitor ou Registro de Nascimento Indígena (RANI), se a pessoa for indígena.

Se for possível, leve também um comprovante de residência, como uma conta de luz, e um comprovante de matrícula das crianças ou adolescentes que estão na escola. Lembre-se de informar um telefone de contato atualizado.

Como ter o cartão do Auxílio Brasil?

Pelo menos até o momento para muitos beneficiários a forma de sacar o Auxílio Brasil ainda é pelo antigo cartão do Bolsa Família ou então pelo saque sem cartão via aplicativo do Caixa Tem. Os primeiros pagamentos do novo benefício foram exclusivos para quem já fazia parte do Bolsa Família, por isso a forma de sacar os valores permaneceu a mesma.

A partir de janeiro, quando novas famílias foram integradas ao programa o governo federal passou a enviar o cartão do Auxílio Brasil via Correios para o endereço informado no cadastro do Cadúnico.

De acordo com as regras, o cartão é gerado automaticamente para as novas famílias e com ele é possível fazer o saque parcial ou total dos valores recebidos no Auxílio Brasil. Mesmo após receber o cartão o beneficiário poderá movimentar os valores pelo aplicativo Caixa Tem se preferir.

Para quem ainda não recebeu o cartão do Auxílio Brasil pelos Correios o saque pode continuar sendo realizado com o Cartão do Bolsa Família ou Cartão Cidadão, bem como o saque sem cartão disponível no Caixa Tem.

Como receber?

Os benefícios serão liberados por meio das contas abaixo relacionadas:

  • Poupança Social Digital;
  • Conta Corrente de Depósito à vista;
  • Conta Especial de Depósito à vista; e
  • Conta Contábil (plataforma social do Programa).

Como consultar os valores?

O beneficiário poderá consultar informações sobre datas de pagamento, valor do benefício e composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Está precisando um Cartão de Crédito?

Cartão de Crédito Santander SX

Você sabia que o Santander oferece cartão de crédito sem anuidade? Para conseguir o benefício é preciso gastar R$ 100 em compras ou cadastrar CPF e celular como chaves Pix no Santander.

Veja mais benefícios do cartão de crédito Santander SX:

  • Cartão Online: faça compras na internet antes do seu cartão físico chegar
  • Santander Pass: seu cartão em forma de pulseira, tag para relógio e adesivo.
  • Aproximou, pagou.
  • App Way: acompanhe seus gastos em tempo real e controle seu limite de onde estiver.
  • Descontos em diversos parceiros Esfera.
  • Vai de Visa: tenha acesso a ofertas especiais em lojas e restaurantes.
  • Saque de dinheiro no crédito: faça saques na função crédito e pague só quando chegar a fatura.
  • Parcelamento de fatura em até 24x: tenha mais flexibilidade para pagar a fatura do seu cartão.

Veja mais informações sobre o cartão de crédito Santander SX

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo