‘Extrema direita usa caminhoneiros como fantoches’, diz grevista de 2018

Publicidade

[ad_1]

  • Felipe Souza – @felipe_dess
  • Da BBC News Brasil em São Paulo

Crédito, Reuters

Legenda da foto,

Bloqueio de caminhoneiros começou em resposta a discursos de Bolsonaro no 7 de setembro

Filas de caminhões nos acostamentos de rodovias e o medo de um novo desabastecimento em entrepostos e centros de distribuição gerou um corre-corre da população em algumas cidades, principalmente para abastecer o carro em postos de combustíveis.

Para Moisés de Oliveira Costa, de 44 anos, caminhoneiro autônomo e grevista em 2018, os caminhoneiros que se manifestam nesta semana são “usados como fantoches por empresas que defendem apenas seus interesses”.

“Esses caminhoneiros estão sendo usados como massa de manobra. O que acontece é que as empresas são a favor do Bolsonaro e estão fazendo uma paralisação pela queda dos ministros do STF. Algo sem lógica nenhuma para os caminhoneiros”, afirmou.

Publicidade

Moisés, que trabalha como caminhoneiro desde os 21 anos e ajuda o pai na mesma profissão desde os 11, disse que os únicos autônomos que aderiram à paralisação foram os que não tiveram opção ou não entenderam o motivo do protesto.

[ad_2]

Source link

Publicidade