Mundo

Guerra na Ucrânia: quais são os riscos de um conflito nuclear?

Curso Código Milinário

[ad_1]

Crédito, Getty Images

Legenda da foto,

A Rússia tem um enorme arsenal nuclear, incluindo o veículo subaquáatico Poseidon

No domingo (27/02), o presidente da Rússia, Vladimir Putin, ordenou que seus comandantes militares colocassem suas “forças de dissuasão” – que incluem armas nucleares – em um “modo especial de dever de combate”. Mas o que isso significa?

Segundo analistas ocidentais, não ficou completamente claro. Oficiais britânicos dizem que a linguagem usada por Putin não estava exatamente alinhada com seu entendimento de como funcionam os diferentes níveis de alerta para as armas nucleares russas.

Alguns acreditam que Putin estava determinando uma mudança do alerta mais baixo, “constante”, para o próximo nível acima, “elevado” (“perigo militar” e “completo” são níveis ainda mais altos), mas isso não era certo. Cada mudança de nível para cima aumenta a preparação para que os armamentos sejam utilizados.

Muitos, no entanto, interpretaram o movimento de Putin como basicamente uma forma de sinalização pública, em vez de indicar uma verdadeira intenção de usar essas armas – o que o presidente russo sabe que levaria a uma retaliação nuclear do Ocidente. O secretário da Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, indicou acreditar que o anúncio tenha sido essencialmente “retórico”.

[ad_2]

Fonte Notícia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo